Equilíbrio Espiritual - Emocional - Material

A partir do momento que vocês estão fisicamente neste planeta, vocês têm a parte material a sustentar, bioquimicamente, biologicamente e energeticamente. 
 
Existem três bases para entender o desenvolvimento espiritual:  O plano emocional e afetivo em paralelo com a parte financeira e profissional. Essas duas bases sustentam o terceiro eixo, que é o desenvolvimento espiritual.
 
Muitos de vocês querem chegar ao plano espiritual sem ter a base abaixo. Biologicamente vocês precisam de um par porque biologicamente são seres incompletos. Isso é matemática.
 
Por outro lado, vocês estão em uma realidade física na qual necessitam sustentar-se financeiramente. Portanto, todos devem estar materialmente equilibrados em nível de profissão e economia.  Quando os níveis emocional e material estão em equilíbrio, o espiritual se desenvolve mais fácil.

Muitos projetam apenas o plano espiritual e o colocam a frente de sua estrutura financeira e profissional, alguns inclusive, emocional. Largam empregos, não trabalham e pensam que passar o dia meditando estarão resolvendo seus problemas, que o plano espiritual irá resolver tudo. Na Terra não é assim! Alguns constroem castelos no plano espiritual sem as bases do plano material, criam as formas-pensamentos no plano espiritual, mas não formatam no plano material. Onde está o equilíbrio?

Isso a médio e longo prazo gera desequilíbrio no plano da matéria, econômico e emocional, o que afeta o espiritual, gerando o choque com as energias que impedem o crescimento espiritual do ser.
 
Essa formatação é um dos maiores contratos que o Rodrigo ensina nos cursos como contratos de pobreza. Algumas linhas religiosas ensinaram no passado que uma pessoa espiritualizada tem que fazer votos de pobreza, porque somente o que não tem acesso à riqueza chega a Deus, o que é uma mentira. Isso está formatado no inconsciente coletivo do planeta e é sustentado pelo SGS.
 
Vocês devem trabalhar, além do espiritual, as duas bases: material e emocional. Cada um é responsável pela sua ascensão, mas às vezes para atingi-la deve-se “esquecer” por um tempo da “missão espiritual”e viver o mundo material, no reto-pensar e reto-viver. A espiritualidade não paga as contas de vocês. Vocês devem pagar as contas em dia, isso também faz parte de um ser espiritualizado! Meditar o dia inteiro não paga as contas de vocês! Compreendem? Ter “nome sujo” como vocês dizem não é um ato de uma pessoa espiritualizada. Ética na espiritualidade é ética na materialidade.
 
Nós compreendemos essa dificuldade em equilibrar o material-emocional-espiritual, porque por muito tempo isso também passou com Rodrigo, passa com muitos de vocês e vai continuar a passar, pois é uma programação mental. Entendam que a missão de vocês no planeta não é ser alguém espiritualmente importante, é ser espiritualmente completo com vocês mesmos. Apenas isso! Essa é a missão de cada um, a paz interna e, consequentemente, a ascensão.
 
Poucas pessoas estão neste planeta com uma missão como a de Blavaski, mas vocês sabem como foi a vida dela? Foi uma vida extremamente dura, muito mais do que vocês imaginam, para que ela conseguisse fazer o que fez. Ela teve todos contra ela.
 
Alguns possuem um holograma que desenvolver um trabalho espiritual é a sua grande missão e não é, essas pessoas que vem ao planeta deixar essas informações aceitam isso, mas pagam um preço alto, como vocês dizem, muito mais alto do que a maioria de vocês consegue. É mais fácil vocês trabalharem o seu caminho espiritual, a sua conexão com o Eu Sou e ser uma formiguinha desconhecida, mas estar na Luz, do que querer ser ou parecer um grande guru ou mestre espiritual. As pessoas que se apresentam como gurus e mestres espirituais são vampirizadas energeticamente por seus discípulos, que querem muletas espirituais para chegar ao outro plano.
 
As pessoas que estão anônimas na espiritualidade mas realizam o seu trabalho são as pessoas que conseguem mais rapidamente o acesso à verdadeira espiritualidade. Algumas bases do conceito espiritual que vocês possuem estão equivocadas. A verdadeira espiritualidade é vocês sentirem a conexão com a Fonte.
 
Quando se conquista essa conexão vocês possuem todos os contatos necessários e isso independe da conta bancária de vocês. A energia monetária pode dar as bases, a comodidade para existir na matéria e ter uma vida mais agradável neste sentido. Por exemplo, alguns de vocês necessitariam fazer trabalhos espirituais em alguns pontos do planeta, em outros países, de limpeza de aspectos pessoais. Porém, como vão realizar se não têm a energia monetária para isso? Então vocês acabam realizando por projeções extra-físicas, porém se estivessem lá fisicamente resolveriam em 5 minutos o que em projeções extra-físicas podem levar 2 anos.
 
Vocês devem tirar de suas mentes o conceito de que a energia monetária os afasta de Deus, isso é uma mentira. Esta energia é uma ferramenta que permite que vocês tenham acesso a informação, a estudo, a viagens, a facilidades.
 
Saint Germain, Jesus, São Francisco (Kuthumi), Kuan Yin, Madalena, Gautama e muitos outros mestres nasceram em família com dinheiro. . Gautama foi filho de um rei; depois ele abriu mão de sua fortuna, mas ele nasceu na fortuna e foi através dela que ele teve acesso ao estudo, conhecimento e à oportunidade de escolher entre viver a fortuna ou conhecer a pobreza.
 
O que pode ocorrer para muitas pessoas é que o dinheiro corrompe, isso é um outro problema, mas somente ocorre com pessoas desequilibradas, mas é o amadurecimento de cada um. Desenvolver qualquer projeto espiritual sem a base material não tem sucesso porque vocês vivem em um mundo material, regido pela matéria.  Qualquer projeto que vocês queiram desenvolver para ajudar as pessoas precisa da energia monetária. Mesmo que o trabalho seja espiritual, as bases são materiais, compreendem?
 
 
Esta mensagem pode ser compartilhada desde que cite a fonte original: www.rodrigoromo.com.br