todas as curas vem de deus?

Curas milagrosas’ hoje — são da parte de Deus?

Eu estava vendo um vídeo hoje, dia 16/04/2010 de uma tia da mãe de minha filha e este vídeo, mostrava um testemunho de uma mulher que deixou de ser evangélica para ser católica pelo fato de o filho dela ter sido curado de uma leucemia Após ter dito que queria ter a imagem em estatua de Maria mãe de Jesus.

Fiquei curioso ao assistir esse vídeo do testemunho dessa senhora que hoje e freira, assista a abaixo este vídeo.

 

 

 

Dentro do meu conhecimento do qual busco a verdade, pensei:

muitas pessoas mudam de religião porque foi curado em outra ou porque se sente bem em outra ou porque foi decepcionado pelas pessoas que da sua religião.

Mais será que são estes os motivos que faz que a pessoa encontre a verdade, ou seja, o caminho.

Bem se for à cura que mim diz que a religião verdadeira e a que cura, então o que cristo queria dizer nestas palavras:

(Mateus 7:21-23) 21 “Nem todo o que me disser: ‘Senhor, Senhor’, entrará no reino dos céus, senão aquele que fizer a vontade de meu Pai, que está nos céus.

22 Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome e não expulsamos demônios em teu nome, e não fizemos muitas obras poderosas em teu nome?’

23 Contudo, eu lhes confessarei então: Nunca vos conheci! Afastai-vos de mim, vós obreiros do que é contra a lei.

EM CERTOS países, é comum ver peregrinos indo a santuários onde muitos afirmam ter sido curados de doenças “incuráveis”.

Em outros lugares, curandeiros dizem que usam poderes sobrenaturais para curar as pessoas.

Ainda em outros países, realizam-se reuniões cheias de emoção em que pessoas se levantam de suas cadeiras de rodas e saem andando ou jogam suas muletas no chão afirmando terem sido curadas de forma milagrosa.

Naturalmente, a maioria dos que fazem essas curas pertencem a religiões diferentes e muitas vezes acusam um ao outro de ser apóstata, falso ou pagão.

Por isso, a pergunta que surge é: será que Deus faz milagres usando diversos canais que, muitas vezes, são conflitantes entre si?

Afinal de contas, a Bíblia diz: “Deus não é Deus de desordem, mas de paz.” (1 Coríntios 14:33)

Assim, será que essas ‘curas milagrosas’ são realmente da parte de Deus?

Alguns desses curandeiros dizem curar pelo poder de Jesus. Então, vamos ver como Jesus curava as pessoas.

Como Jesus curava as pessoas

Jesus curava os doentes de formas bem diferentes das usadas pelos curandeiros atuais.

Por exemplo, ele curava todos que lhe pediam ajuda.

Não escolhia alguns da multidão para curar e depois mandava os outros embora sem terem recebido nenhuma cura.

As curas de Jesus também eram completas e quase sempre instantâneas.

A Bíblia diz: “Toda a multidão procurava tocá-lo, porque saía dele poder e sarava a todos eles.” — Lucas 6:19.

Os curandeiros modernos, quando não conseguem curar, geralmente culpam o doente dizendo que ele não demonstrou fé suficiente.

Em contraste com isso, Jesus curava até mesmo alguns que ainda não haviam depositado fé nele.

Por exemplo, certa vez, sem que lhe tivessem pedido, Jesus se aproximou de um homem cego e o curou.

Mais tarde, Jesus perguntou-lhe: “Depositas fé no Filho do homem?” O homem respondeu: “Quem é ele, senhor, para que eu possa depositar fé nele?” Jesus lhe disse: “É ele quem está falando contigo.” — João 9:1-7, 35-38.

Você talvez se pergunte: ‘Se a fé não era um pré-requisito para ser curado por Jesus, por que ele várias vezes disse aos que foram curados “a tua fé te fez ficar bom”?’ (Lucas 8:48; 17:19; 18:42)

Por dizer isso, Jesus estava enfatizando que aqueles que eram movidos pela fé a procurar a cura realmente eram curados, ao passo que os que não o procuravam perdiam essa oportunidade.

Os que conseguiam a cura não eram curados por causa de sua fé, mas sim pelo poder de Deus.

A Bíblia diz a respeito de Jesus: “Deus o ungiu com espírito santo e poder, e ele percorria o país, fazendo o bem e sarando a todos os oprimidos pelo Diabo; porque Deus estava com ele.” — Atos 10:38.

Na maioria dos casos, o dinheiro desempenha um papel essencial nas aparentes curas atuais.

Os que fazem curas pela fé são conhecidos por sua grande habilidade de levantar fundos. Noticiou-se que, em um ano, um televangelista conseguiu arrecadar 89 milhões de dólares em suas operações no mundo todo.

As igrejas também lucram com os peregrinos que viajam para santuários em busca de cura. Em contraste com isso, Jesus nunca pediu dinheiro às pessoas que curou.

Certa vez, ele até mesmo providenciou comida para elas. (Mateus 15:30-38) Quando Jesus enviou seus discípulos para pregar, ele lhes disse: “Curai doentes, ressuscitai mortos, tornai limpos os leprosos, expulsai demônios. De graça recebestes, de graça dai.” (Mateus 10:8)

Por que os métodos usados pelos que fazem curas hoje são tão diferentes dos métodos de Jesus?

De que fonte são as “curas”?

Ao longo dos anos, alguns que trabalham no campo da medicina têm investigado as afirmações feitas por curandeiros religiosos.

O que descobriram?

Segundo o jornal de Londres, um médico na Inglaterra que pesquisou durante 20 anos esse assunto, disse: “Os relatos dos carismáticos a respeito de curas milagrosas não são apoiados por nem sequer uma evidência médica.

” Ainda assim, muitas pessoas acreditam sinceramente que foram curadas pelo poder de relíquias, de santuários ou de curandeiros religiosos. Será que elas foram enganadas?

No seu famoso Sermão do Monte, Jesus disse que os impostores religiosos lhe diriam: “Senhor, Senhor, não . . . fizemos muitas obras poderosas em teu nome?” Mas ele responderia: “Nunca vos conheci! Afastai-vos de mim, vós obreiros do que é contra a lei.” (Mateus 7:22, 23)

A respeito da fonte do poder que essas pessoas afirmam ter, o apóstolo Paulo alertou: “A presença daquele que é contra a lei é segundo a operação de Satanás, com toda obra poderosa, e sinais e portentos mentirosos, e com todo engano injusto.” — 2 Tessalonicenses 2:9, 10.

Além disso, as “curas” relacionadas com relíquias, imagens e ídolos religiosos não podem ser da parte de Deus. Por quê?

Porque a Palavra de Deus diz claramente: “Fugi da idolatria”, e “guardai-vos dos ídolos”. (1 Coríntios 10:14; 1 João 5:21) Essas “curas” fazem parte dos artifícios que o Diabo usa para afastar as pessoas da adoração verdadeira.

A Bíblia diz: “O próprio Satanás persiste em transformar-se em anjo de luz.” — 2 Coríntios 11:14.

Por que Jesus e os apóstolos curavam as pessoas

As verdadeiras curas milagrosas registradas nas Escrituras Gregas Cristãs identificavam claramente que Jesus e os apóstolos eram de Deus. (João 3:2; Hebreus 2:3, 4)

As curas milagrosas de Jesus também apoiavam a mensagem que ele pregava: “Ele percorreu então toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas deles e pregando as boas novas do reino, e curando toda sorte de moléstias.”

(Mateus 4:23) As obras poderosas de Jesus — que incluíam não só curar os doentes, mas também alimentar as multidões, controlar os elementos da natureza e até mesmo ressuscitar mortos — demonstraram o que ele fará em favor da humanidade obediente sob o domínio do seu Reino.

Realmente, essas são boas notícias!

Essas obras poderosas, ou dons do espírito, cessaram com a morte de Jesus e dos apóstolos, e de qualquer pessoa a quem eles transmitiram esses dons.

O apóstolo Paulo escreveu: “Quer haja dons de profetizar, serão eliminados; quer haja línguas [faladas de forma milagrosa], cessarão; quer haja conhecimento [revelado por meios divinos], será eliminado.” (1 Coríntios 13:8)

Por quê? Tendo cumprido seu propósito — provar que Jesus era o prometido Messias e que a congregação cristã tinha o favor de Deus — essas obras poderosas, incluindo as curas, não são mais necessárias; elas foram ‘eliminadas’

Mesmo assim, os milagres de cura de Jesus contêm uma mensagem importante para nós hoje. Se prestarmos atenção e exercermos fé no que Jesus ensinou sobre o Reino de Deus, podemos aguardar o tempo em que a seguinte profecia inspirada se cumprirá tanto em sentido espiritual como físico: “Nenhum residente dirá: ‘Estou doente.’” — Isaías 33:24; 35:5, 6; Revelação (Apocalipse) 21:4.